Poker PRO: como o jogo mudou sua vida? Com “raul draw”

Poker PRO raul draw

Tornar-se poker PRO costuma ser uma ruptura. Geralmente, havia outra carreira, outro caminho, outros planos, talvez mais seguros, provavelmente mais comuns.

Todo poker player, em algum momento, decidiu dizer “não” para muito do que tinha por certo até ali e entrar de cabeça em uma carreira ainda pouco comum, cercada de preconceitos, bastante exigente e incerta.

Viver de poker tem suas dores, mas tem também muitas alegrias. Alguns encontram no poker uma oportunidade quando não havia muitas. Outros, têm no poker o encontro entre profissão e paixão. Tantos outros veem o poker como uma liberdade, do horário fixo, da função enfadonha, de outras carreiras não tão desejadas assim.

Na série “Para além das mesas”, vamos conhecer a história de alguns poker PROs e ver como se tornar jogador de poker profissional mudou a vida de cada um. Vem ver!

Como ser poker PRO mudou sua vida? Com “raul draw”

Raul Bento joga poker há 11 anos. Precoce no joguinho, já saiu do Ensino Médio mirando uma carreira nas mesas.

Conheceu o poker através de um amigo e começou com os home games. Se apaixonou e dali em diante nunca mais parou de grindar.

Antes de começar a jogar profissionalmente, Raul foi dealer por um ano e aproveitou para dar uma guinada no jogo. Aprendeu na troca com outros players e observando as estratégias dos profissionais.

Ao longo da carreira, “raul draw” já fez FT de Sunday Warm-Up, Mini Sunday Million e WCOOP. Cravou Big $55, Bounty Builder $44, Bounty Builder $33 e vários outros dentre os torneios mais regulares do online.

Há 4 meses no FLOW, já passa dos 27k de lucro no time e construiu um gráfico que é aquela escalada para cima!

👉 Vem ver a trajetória do raul draw como poker PRO e o que o poker representa na sua vida! Desce aqui! 

1. Quando você decidiu se tornar poker PRO? Por quê?

R: No último ano do Ensino Médio eu já estava meio decidido a tentar ser jogador profissional, já gostava muito de poker.

2. O que mais te atraiu para escolher essa carreira?

R: Poder viver fazendo algo que eu adoro. Amo jogar poker e poder viver disso é surreal.

3. Quando você decidiu entrar no FLOW? Por quê?

R: Meu antigo time estava acabando. Eu conhecia o Fellipe Nunes da época em que ele morou em Curitiba, o dono do time também o conhecia.

Eles conversaram sobre o fechamento do time e o Fellipe entrou em contato comigo.

Não pensei duas vezes, gostei do projeto do FLOW e aqui estou.

4. O que trouxe das suas outras experiências profissionais para o poker?

R: Fui dealer por um ano. Esse trabalho foi extremamente importante antes de me tornar jogador.

Enquanto estava trabalhando, reparava bastante nos profissionais das mesas e conversava muito com todos eles, isso me ajudou bastante.

5. E o que leva do poker para as outras esferas da vida?

R: Aprender a conviver com as derrotas.

6. O que você mais gosta em ser poker PRO?

R: A rotina de player e a competição que envolve o jogo.

7. E o que menos gosta em ser poker PRO?

R: Explicar para as pessoas como se vive de poker.

8. Qual foi o maior aprendizado que o poker te proporcionou até hoje?

R: Saber conviver com as derrotas e não me abalar com coisas que não posso controlar.

9. O que o poker representou na sua vida, no início da profissionalização? E o que ele representa hoje?

R: O poker mudou minha vida. Sou muito grato ao poker e às pessoas que me ajudam nesse processo.

 

  Quer conhecer outras trajetórias de poker players? Veja aqui a entrevista com “TheBoyBR7“, também poker PRO no FLOW!

  Quer ser poker PRO você também? A gente dá as ferramentas. Você joga. Todo mundo ganha.

  Vem pro FLOW com a gente! 

1 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *