PRO player de poker: como o jogo mudou sua vida? Com Daniel Longhi

PRO player de poker Daniel

Tornar-se um PRO player de poker costuma ser uma ruptura. Geralmente, havia outra carreira, outro caminho, outros planos, talvez mais seguros, provavelmente mais comuns.

Todo poker player, em algum momento, decidiu dizer “não” para muito do que tinha por certo até ali para entrar de cabeça em uma carreira ainda pouco comum, cercada de preconceitos, bastante exigente e incerta.

Viver de poker tem suas dores, mas tem também muitas alegrias. Alguns encontraram no poker uma oportunidade quando não havia muitas outras. Outros, têm no poker o encontro entre profissão e paixão. Tantos outros veem o poker como uma espécie de liberdade, do horário fixo, da função enfadonha, de outras carreiras não tão desejadas assim.

Na série “Para além das mesas”, vamos conhecer a história de alguns PRO players de poker do FLOW e ver como se tornar jogador profissional mudou a vida de cada um.

Para além das mesas: como o poker mudou sua vida? Com “daniel5389”,  PRO player de poker

Quem nos conta agora como foi se tornar PRO player de poker é Daniel Augusto “daniel5389” Longhi. Há 4 anos no FLOW, é um dos players mais dedicados do time, se tornou instrutor e hoje ajuda diversos jogadores a melhorar suas carreiras 

Daniel era funcionário público na prefeitura de São Paulo. Como na vida de muitos, o poker apareceu como um hobby divertido. Ele sempre gostou de jogos eletrônicos e de cartas. Quando conheceu o poker, uniu os dois prazeres em um jogo só.

Conforme conheceu o jogo, foi se aprofundando nos estudos e estratégias e descobriu o mundo profissional do joguinho. Começou a jogar sits por conta própria e já fazia parte de grupos de estudo de poker, quando, em 2016, descobriu o FLOW.

Se inscreveu e, no dia seguinte, entrou para o time. Desde então, segue firme no FLOW, com consistência e dedicação, e hoje é PRO player de poker e instrutor das grades mid 

  Vem conhecer a trajetória do Daniel e saber como ele foi de funcionário público a PRO player de poker! Desce aqui 

1. Quando você decidiu se tornar PRO player de poker? Por quê?

R: O que me levou a tomar essa decisão de vez, após quase 3 anos jogando poker, já no FLOW, foi o fato de começar a ter mais responsabilidades dentro do time, como ser instrutor e ser convidado a participar de vários projetos.

Outro fator que influenciou foi uma reunião com o Fellipe Nunes, na qual ele se comprometeu a me ajudar a ser um player melhor, transmitindo conhecimento técnico através de reviews, exercícios e produção de vídeos e textos.

2. O que mais te atraiu para escolher essa carreira?

R: O fator principal foi poder fazer o que gosto e ainda ter a possibilidade de ser bem remunerado por isso.

Claro que o glamour transmitido pelas redes sociais e mídias visuais não é bem a realidade da maioria dos profissionais de poker. Mas, quanto mais evoluo aqui dentro, mais vejo que com dedicação e trabalho é possível fazer dar certo.

3. Quando você decidiu entrar no FLOW? Por quê?

R: Eu tinha acabado de começar a jogar, jogava Sit & Go de $0.25 e $0.50. Quando estava indo bem, chegava a $1.00 como uma espécie de move up.

Nessa época, eu participava de um projeto de poker, o truegrinders. Durante um bate papo em um grupo de whatsapp para discutir técnicas de poker, um amigo citou o FLOW como uma das melhores escolas de poker para começar e evoluir rapidamente.

Lembro que, no mesmo dia, entrei no site do time e fiz minha inscrição. No dia seguinte, já estava assinando meu primeiro contrato. Desde então se foram 4 anos e tenho apenas agradecimentos e muito orgulho de fazer parte do FLOW.

4. Como foi a transição de funcionário público para jogador de poker?

R: Foi feita com calma, avaliando os riscos e as condições. Com duas filhas e mais de 35 anos, trocar um trabalho supostamente estável por algo visto como totalmente arriscado, aos olhos dos outros, era uma loucura.

Mas nada foi feito no impulso, no improviso ou em um momento de loucura. E tive apoio dentro de casa, o que foi muito relevante para tomar essa decisão.

5. O que você leva do poker para as outras esferas da vida?

R:  O poker me trouxe uma nova maneira de viver, com mais responsabilidade, mais paciência, resiliência. Também me trouxe muito mais observação e raciocínio antes de cada decisão, em qualquer área da vida.

Troquei o cara impulsivo e sabe tudo pelo que pensa antes de fazer, consegue trocar experiências e aprender com tudo e com todos.

Hoje sou uma pessoa mais calma e paciente, consigo ouvir o que as pessoas têm a dizer e sou mais aberto a mudanças.

6. O que você mais gosta em ser PRO player de poker?

R: Poder fazer meus horários de trabalho, trabalhar em casa e ter muita mobilidade. Posso trabalhar de qualquer lugar do mundo desde que tenha um ponto de acesso a internet.

7. E o que menos gosta?

R: É realmente difícil encontrar algo que não gosto, porém tenho algumas preocupações em relação a como o poker é divulgado nas mídias.

Muitas vezes, o poker é retratado com um glamour e facilidades que não são bem a expressão da verdade. Claro que alguns realmente vivem essa vida, mas ela está longe de ser a realidade da maioria dos PRO players de poker.

Como profissional de poker, me sinto na responsabilidade de expor a vida real para aqueles que são menos experientes ou que estão começando.

8. Qual foi o maior aprendizado que o poker te proporcionou até hoje?

R: Paciência + trabalho + disciplina = resultado.

9. O que o poker representou na sua vida, no início da profissionalização? E o que ele representa hoje?

R: No início, o poker era um mundo muito incerto, cheio de medos e receios. Me perguntava coisas do tipo “será que vai dar certo?”, “será que isso é para mim?”, “e se tudo der errado?”, “e se…,e se…, e se…”.

Mesmo tendo sido uma decisão calculada, esses pensamentos rondaram minha cabeça por um bom tempo depois de já ter tomado a decisão, até que comecei a estudar e a entender a matemática por trás do poker.

A conclusão a que cheguei foi a resposta da questão anterior. Hoje, sei que quando sento na minha estação de trabalho e começo o grind, naquele exato momento, já estou ganhando dinheiro.

Ainda está longe do que sei que posso faturar por mês, mas com base em números e no meu histórico, sei que estou no caminho certo.

Quer descobrir a trajetória de outros PRO players de poker? Veja aqui a história do Augusto “gutoo.7”, também player no FLOW! 

A gente investe e acredita em quem quer se tornar um PRO player de poker.
 Vem pro FLOW com a gente! 

 

4 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *