Como ser PRO player de poker mudou sua vida? Com “RADemetrio”

PRO player de poker Renan

Tornar-se PRO player de poker costuma ser uma ruptura. Geralmente, havia outra carreira, outro caminho, outros planos, talvez mais seguros, provavelmente mais comuns.

Todo poker player, em algum momento, decidiu dizer “não” para muito do que tinha por certo até ali e entrar de cabeça em uma carreira ainda pouco comum, cercada de preconceitos, bastante exigente e incerta.

Viver de poker tem suas dores, mas tem também muitas alegrias. Alguns encontram no poker uma oportunidade quando não havia muitas. Outros, têm no poker o encontro entre profissão e paixão. Tantos outros veem o poker como uma liberdade, do horário fixo, da função enfadonha, de outras carreiras não tão desejadas assim.

Na série “Para além das mesas”, vamos conhecer a história de alguns PRO players de poker e ver como se tornar jogador profissional mudou a vida de cada um. Vem ver!

Como ser PRO player de poker mudou sua vida? Com “RADemetrio”

Com 10 anos, Renanzinho já sabia jogar poker. Jogava com o irmão mais velho e os amigos dele. Até entrar na faculdade, ele tinha plena noção de que poker é um jogo de habilidade, com diversos estudos de estratégia.

No que ganhou o primeiro dinheiro extra, investiu uma parcela nos sits de 0.25 no PokerStars e começou a estudar o jogo. Em 2016, entrou para o FLOW e também cursava Engenharia de Produção e tinha outros trabalhos.

Depois de um período no time e idas e vindas com o poker,  Renan “RADemetrio” voltou ao FLOW em 2019 e deu uma nova chance ao poker após mais de um ano sem jogar regularmente.

Atraído pela complexidade e desafios do jogo e pela flexibilidade da profissão, hoje ele concilia o último semestre da graduação com o grind profissional.

Agora PRO player de poker no FLOW, Renan não sabe se vai optar por um caminho só e analisa com cuidado os riscos e retornos da profissão, mas tem regularidade, um ótimo desempenho e um excelente futuro no joguinho! 🚀

👉 Vem ver como Renan concilia a graduação com o grind profissional e o que o poker representa na sua vida! Desce aqui! 

1. Quando você decidiu se tornar PRO player de poker? Por quê?

R: Não estou 100% seguro com meu futuro profissional, tenho muitas dúvidas em relação ao futuro. Creio que sou bem conservador, então estou em processo de aceitação com a atividade.

Porém, cheguei à decisão de focar no poker por conta da renda e dos desafios que o jogo proporciona e venho tendo bons resultados e me motivando bastante.

2. O que mais te atraiu para escolher essa carreira?

R:complexidade e a competitividade que o jogo tem. O poker te proporciona um desafio pessoal muito grande, isso me motiva muito.

Outros pontos são a renda e a flexibilidade de depender de você e de apenas uma internet, poder estruturar sua rotina, etc.

3. Quando você decidiu entrar no FLOW? Por quê?

R: Após mais de um ano sem jogar poker constantemente, resolvi me re-inscrever no FLOW.

Considero o time muito organizado e flexível, o que para mim é primordial, pois tenho compromissos fora do poker como trabalho e faculdade.

4. Como foi a transição para ser um PRO player de poker?

R: Foi gradativa, estudo e também trabalhava na época do retorno ao FLOW. Sempre gostei muito de jogar, jogo desde 2015 em paralelo a outras atividades.

Quando o poker começou a ficar bem rentável e a tomar muito tempo, coloquei na balança a opção mais rentável no momento, quais eram minhas perspectivas futuras e quanto de risco podia assumir.

Decidi então focar todos esforços no poker e paralelamente terminar a faculdade, já que restavam poucas matérias.

Acredito que o risco é algo muito importante para se levar em consideração. Sou bem novo, não tenho família para sustentar e outras responsabilidades financeiras, então podia arriscar no poker. E vem dando certo.

5. O que você trouxe das suas outras experiências profissionais, caso tenha tido, para o poker?

R: Acho que a parte de gestão agregou bastante. Principalmente saber gerir riscos e retorno.

6. E o que leva do poker para as outras esferas da vida?

R: O poker me fez refletir e planejar os rumos que pretendo tomar na vida, ser mais criterioso na hora de tomar decisões e pensar sempre em todas as possibilidades decorrentes delas.

7. O que você mais gosta em ser um PRO player de poker?

R: A flexibilidade e os desafios e emoções que vivenciamos constantemente.

8. E o que menos gosta?

R: Ter que explicar para todo mundo como funciona jogar poker profissionalmente.

9. Qual foi o maior aprendizado que ser jogador profissional de poker te proporcionou até hoje?

R: Acredito que o poker é uma escola de variância para vida. Aprender a entender melhor esse ponto é o melhor aprendizado do poker.

O poker também me ensinou a entender melhor como trabalhar com dinheiro a longo prazo.

10. O que o poker representou na sua vida, no início da profissionalização? E o que ele representa hoje?

R: Não me profissionalizei totalmente ainda. Mas, para mim, o poker representa uma chance de me dedicar a algo desafiador e ainda ser remunerado por isso.

  Quer saber como é a trajetória de outros poker players? Veja aqui a entrevista com “leandrobelot“, outro PRO player no FLOW!

  Quer ser PRO player de poker? A gente dá as ferramentas. Você joga. Todo mundo ganha.

  Vem pro FLOW com a gente! 

1 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *