Profissional de poker: como o jogo mudou sua vida? Com “Umpalumpinha”

Profissional de poker umpalumpinha

Tornar-se profissional de poker costuma ser uma ruptura. Geralmente, havia outra carreira, outro caminho, outros planos, talvez mais seguros, provavelmente mais comuns.

Todo poker player, em algum momento, decidiu dizer “não” para muito do que tinha por certo até ali e entrar de cabeça em uma carreira ainda pouco comum, cercada de preconceitos, bastante exigente e incerta.

Viver de poker tem suas dores, mas tem também muitas alegrias. Alguns encontram no poker uma oportunidade quando não havia muitas. Outros, têm no poker o encontro entre profissão e paixão. Tantos outros veem o poker como uma liberdade, do horário fixo, da função enfadonha, de outras carreiras não tão desejadas assim.

Na série “Para além das mesas”, vamos conhecer a história de alguns PRO players e ver como se tornar profissional de poker mudou a vida de cada um. Vem ver!

Como ser profissional de poker mudou sua vida? Com “Umpalumpinha”

Jhonatan conheceu o poker ainda criança, com amigos. Anos depois, seu chefe lhe convidou para jogar um torneio entre amigos e ele topou.

Conseguiu ficar entre os premiados e ali se encantou pelo joguinho. Desde então, começou a buscar mais informações e estudar sobre poker.

Quando percebeu que poderia conseguir um bom retorno financeiro com o jogo, decidiu tentar a carreira de profissional de poker.

Sem poder pagar os custos de um coach particular e ainda sem muita amostragem de jogos, foi trabalhar como dealer para aprender sobre o jogo e conviver com outros players.

Depois de um tempo jogando e estudando, encontrou o FLOW na internet, se inscreveu e foi aprovado.

Em 2 anos e meio no time, “Umpalumpinha” conquistou consistência nos resultados, consegue manter sua casa com o poker e construiu um gráfico que só sobe! 🚀

👉 Vem ver a trajetória do Jhonatan como profissional de poker e o que o jogo representa na sua vida! Desce aqui! 

1. Quando você decidiu se tornar profissional de poker? Por quê?

R: Sempre tive certa paixão por jogos de estratégia. Fosse algum esporte, como o xadrez, no qual eu sempre participava dos campeonatos da região, ou jogos de PC.

Quando conheci o poker, me apaixonei e quis saber mais sobre o jogo. Estudava e ficava horas vendo vídeos no YouTube.

Quando comecei a ganhar algumas premiações, vi que o poker poderia me proporcionar uma vida financeira confortável. Então decidi que é isso que eu quero para mim.

2. O que mais te atraiu para escolher essa carreira?

R: O que mais me atraiu no poker é a competitividade. Sempre fui muito competitivo e o prazer de vencer um torneio de poker é incrível.

Não importa o buy-in, vencer um torneio é bom demais. E com a vitória, além de ter sido campeão, receber um prêmio por isso é o que deixa esse esporte ainda mais gostoso.

3. Quando você decidiu entrar no FLOW? Por quê?

R: Quando decidi entrar em um time de poker,  comecei a pesquisar os times e encontrei o FLOW.

Vi o suporte oferecido e fiquei abismado. O FLOW Desk é surreal. Os treinos, aulas gravadas e a maneira com a qual gerenciam grade e bankroll é de ficar de boca aberta.

Então eu vi que eles tinham a estrutura perfeita para eu evoluir no poker.

4. Como foi a transição de outra profissão para ser profissional de poker?

R: Depois de sair de um emprego na área de informática, fui para a cidade vizinha à procura de um emprego em uma cidade maior.

Fui chamado para ser professor de informática no colégio em que me formei e também para trabalhar como freelancer de dealer no clube de poker da cidade.

Resolvi seguir o que me faria feliz e escolhi ser dealer para começar a aprender mais sobre poker.

Foi difícil no começo, trabalhando só uma ou duas vezes por semana. Minha família não entendia o porquê, mas segui meu sonho.

5. O que você leva do poker para as outras esferas da vida?

R: O poker, com toda certeza, me tornou uma pessoa melhor. Aprendi a ser mais calmo e a não me estressar com as coisas da vida que não estão sob meu controle.

Também entendi que não é porque tomamos a melhor decisão que o resultado vai ser positivo. Mas ao menos poderemos ter a consciência limpa de termos tomado a melhor decisão possível.

O poker também me ensinou a parar para pensar e refletir antes de cada decisão e inúmeras outras coisas. Sou muio grato a tudo que aprendi com o poker.

6. O que você mais gosta em ser profissional de poker?

R: A volatilidade que tenho em relação a horário de trabalho e o conforto de poder trabalhar em minha casa.

Como eu cuido de uma pessoa, o fato de trabalhar em casa é muito fundamental.

7. E o que menos gosta?

R: Essa é uma pergunta um tanto difícil porque amo jogar poker. Mas acredito que é o fato de trabalhar várias horas no dia e terminar no prejuízo.

Isso me frusta um pouco, mas entendo totalmente que faz parte da profissão.

8. Qual foi o maior aprendizado que o poker te proporcionou até hoje?

R: O poker me ensinou a ser forte.

Não é fácil ficar várias horas seguidas trabalhando em frente ao computador e terminar o dia com prejuízo financeiro. No dia seguinte, ter que acordar e começar tudo de novo. Esquecer o que passou e correr atrás da vitória.

9. O que o poker representou na sua vida, no início da profissionalização? E o que ele representa hoje?

R: No início, o poker foi muito mal visto pela maioria das pessoas à minha volta. Não foi fácil o desapoio, tanto de amigos quanto de familiares.

Ouvia muito coisas do tipo “você estudou e tem duas formações para jogar baralho?” e outras frases que falavam para me desencorajar.

Hoje é um tanto diferente. Sustento um lar com o poker e as pessoas começaram a ver que não é só um “joguinho de cartas”. Moro com minha mãe e cuido dela, sou a base da casa e sou muito grato ao poker.

Tudo que sou e conquistei veio do poker e desse time incrível. O FLOW vem me fazendo evoluir dia após dia.

Quero agradecer muito ao Igor e ao Fellipe por terem me abraçado na família FLOW. E também a dois caras excepcionais, o Guto e o Azuma, porque sem eles eu não estaria aqui.

 

  Quer conhecer outras trajetórias de profissionais de poker? Veja aqui a entrevista com “wagnerjsilva“, também PRO player no FLOW!

  Quer ser profissional de poker você também? A gente dá as ferramentas. Você joga. Todo mundo ganha.

  Vem pro FLOW com a gente! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *