EM 3 ANOS DE FLOW, BIAZUTTI SOMA MAIS DE 105K DE LUCRO E É INSTRUTOR DO TIME

Jogador de poker: Biazutti começou a carreira no FLOW e hoje soma mais de 105k em lucro

Guilherme "Biazutti" Biazutti decolou de iniciante a monstro do jogo em 3 anos de FLOW POKER TEAM, período no qual acumulou mais de 105 mil dólares de lucro no poker online. Ele começou a carreira como jogador de poker profissional quando entrou no time, em fevereiro de 2016. Desde então, se destaca nos feltros em vários dos grandes torneios regulares.

Seu gráfico é daqueles de dar inveja, uma escadinha que só sobe. O rapaz já foi campeão do Torneio Especial Tiempo de Juego, no Aconcagua Poker Espanha, que não entra no Sharkscope, mas lhe rendeu mais de 28 mil euros em premiação; foi vice no Phase 2, que lhe garantiu mais de 10 mil dólares; cravou o $22 Mini Battle Royale, conquistando mais de 9 mil dólares; ficou em 3º no Evento 129 do SCOOP 2019 no PS Espanha, o Super Monday on Stars, com mais de 8 mil euros em premiação, e conquistou muitos outros títulos nos maiores torneios online.

Biazutti construiu sua carreira como jogador de poker profissional no FLOW e hoje é instrutor e destaque de evolução no time. E ele promete mais! Vem conhecer nosso monstro nessa entrevista! 😉

1. Como e quando você decidiu começar a ser jogador de poker profissional?

Comecei a jogar online por hobby mesmo, mas logo fui pesquisando as histórias dos caras que eram profissionais tops da época e percebi que o poker poderia ser mais que um passatempo para mim. A maneira como eles falavam do jogo e o estilo de vida que eles tinham me encantava. A disciplina e esforço exigidos mexeram comigo. Eu sempre gostei de competição e a ideia de ter como profissão um esporte tão divertido como o poker foi crescendo cada vez mais.
 
Passei uns três anos jogando como amador, fui lucrativo e nesse tempo estudei o jogo com livros e vídeos. O divisor dessa linha entre jogador de poker amador e profissional foi o FLOW. Em janeiro de 2016, quebrei o tornozelo e ia ficar de molho em casa por um tempo. Decidi então entrar em um time para poder melhorar meus estudos.
 
Assinei contrato de 3 meses com o FLOW e considero o fim desse período como o começo da minha carreira profissional. Depois, com contrato renovado para mais 6 meses, eu já sabia que era isso que iria fazer para o resto da vida.

2. O que acha que tem sido o mais importante para o seu bom desempenho?

São muitas coisas. Na parte mental, principalmente a superação, ter disciplina com os estudos e assumir a responsabilidade pela minha carreira, aceitando o que não posso mudar e dando meu melhor no que tenho influência.

Além disso, muito planejamento, com definição de metas (ousadas) semanais, mensais e anuais. Também a troca de ideias com vários players e coaches ajudou muito. Graças ao Marcelo Muller, coach mental do FLOW, hoje sou capaz de entender e aplicar todos esses conceitos da parte mental.

Na parte técnica, o principal foi muito estudo e ter contato com players e coaches que estão atualizados sobre o game. Vários jogadores me ajudaram muito durante esses 3 anos no time. Cada um deles sabe que tem uma responsabilidade pelos meus resultados.

Eu não poderia deixar de citar dois caras: Fellipe Nunes, um dos fundadores do time, que está desde o começo me ajudando a evoluir com toda sua a experiência e Andrey Luis, coach do FLOW, que transformou meu jogo teórico.

Ser instrutor e acompanhador de outros jogadores também me ajudou muito e me faz um jogador muito melhor, esses players têm uma responsabilidade imensa sobre minhas conquistas.

3. O que você acha essencial para evoluir como jogador de poker profissional?

Estar sempre atualizado quanto às estratégias, que mudam bastante de tempos em tempos, e adotar um mindset de vencedor. 

4. O que você acha que todo bom jogador de poker profissional deve evitar?

Procrastinar, ser pessimista e reclamar. Mas, principalmente, parar no tempo, caindo na armadilha de achar que já tem conhecimento suficiente.

5. O que você mais gosta sobre ser um jogador de poker?

Poder fazer o que amo e me divertir enquanto trabalho. Também gosto muito da adrenalina das retas finais e de competir, principalmente comigo mesmo. Gosto também dessa sensação de querer sempre melhorar em todas as áreas necessárias para ser um bom profissional, inclusive na vida off poker, e de poder ajudar outros jogadores a evoluir.

6. Quais os maiores desafios de ser um jogador de poker profissional?

Entender o jogo para saber lidar com as ilusões e armadilhas que ele prega. Digo, você pode ser um jogador fraco e ganhar um torneio grande. Você pode ser um ótimo jogador de poker e estar há um tempo sem ganhar nada. Os dois extremos podem complicar muito sua carreira se você não souber entender esses dois impostores.

7. Qual foi maior desafio que você enfrentou com o poker até agora?

Ser disciplinado, sempre fui indisciplinado com quase tudo.

8. Qual foi a maior conquista que você alcançou com o poker até agora?

Falando de premiações, foi a recente cravada no Aconcagua, que ultrapassou os 28 mil euros.

Mas, mais importante que isso, foi provar para mim mesmo que sou capaz de fazer qualquer coisa que eu me propuser. Fui capaz de ter disciplina, fui capaz de me esforçar muito para melhorar. E, mais importante ainda, foi conseguir ser muito feliz fazendo o que faço.

9. Qual seu principal objetivo com o poker?

Me superar a cada dia, conhecer muitas pessoas, ajudar outros jogadores de poker e também ser ajudado. Consequentemente, construir um bom futuro para minha família.

10. Como é a sua rotina de poker e preparação para o grind, em geral?

Minha rotina pré-grind se baseava em estudar, em grupo ou sozinho. Hoje em dia, pratico algumas tarefas indicadas pelo nosso coach mental, Marcelo Muller: praticar o silêncio, fazer afirmações positivas, visualizar meus objetivos sendo alcançados e escrever tudo isso. Além disso, ler e praticar exercícios físicos.

11. O que você projeta para sua carreira daqui pra frente?

Quero evoluir cada dia mais, estudando e superando cada detalhe que tenho que melhorar.

12. Como você acha que o FLOW contribuiu para sua evolução?

O FLOW é responsável por 100% do que sou hoje como jogador de poker. Não tenho dúvida nenhuma de que eu seria o mesmo amador de 3 anos atrás se não tivesse encontrado o time. Só me foi possível aprender e aplicar tudo que citei acima porque o FLOW abriu as portas para que eu pudesse evoluir. Seja direta ou indiretamente, o FLOW é responsável por tudo.

Se eu fosse citar cada pessoa do FLOW que me ajudou, essa resposta ficaria grande demais. Mas cada um que tive conexão, sejam os fundadores, os coaches, os instrutores, os acompanhadores e os players que tentei ajudar, todos fazem parte dos meus resultados até aqui, cada um deles contribuiu de alguma forma.

Faça sua inscrição!

Responda ao questionário clicando no botão e aguarde a resposta, que chega por e-mail, entre uma e três semanas a partir da data de inscrição.