Cada torneio importa!

Cada torneio importa!

Fala pessoal!

Vou falar hoje brevemente sobre a importância de não desprezar os torneios menores nas retas. É um erro comum jogar de forma relaxada e até irresponsável os menores mtts de uma reta. Mas devemos sempre levá-los com seriedade, pois eles têm uma função importantíssima!

Normalmente, um jogador vai ter uma reta com buys in próximos, mas variados, e fields também grandes e pequenos. Quando jogamos um torneio de buy in baixo e field pequeno, a premiação pode não ser motivadora, mas continuar jogando o “A game” nesses torneios é fundamental, pois são eles que dão segurança ao bankroll.

Fields menores têm menor variância, e normalmente os torneios de buy in mais baixo são os que têm oponentes com níveis mais baixos. Tais características fazem desses torneios um “colchão” para não desestabilizar o bankroll do jogador mesmo nos piores períodos. Quando não os levamos a sério, esse “colchão” se desfaz, e qualquer downswing em torneios maiores ou de fields grandes pode ser desastrosa para o bankroll.

Um grande amigo meu, exemplo de foco e disciplina é o Pessagno. O Pessa era fenomenal nesse aspecto. Ele conseguia jogar na mesma reta o big 162 e o 1$ com rebuy mantendo o foco nos dois torneios, mesmo com a discrepância gigante de valor de buy in. Graças a essa disciplina, no final de 2012 ele chegou a ter um dos maiores profits do Brasil sem nenhum big hit, apenas volumando e entendendo a importância de cada torneio na sua reta.

Sem dúvidas, essa é uma das grandes qualidade dele, e buscar tal característica só acrescenta a carreira de um jogador de torneios. Isso é especialmente importante para os jogadores que estão começando, pois geralmente acabam cometendo alguns erros de gerenciamento.

por Ivan Santana – membro da equipe FLOW