PRO player: como o poker mudou sua vida? Com Kian Bione

PRO player de poker Kianbrazil

Tornar-se PRO player de poker costuma ser uma ruptura. Geralmente, havia outra carreira, outro caminho, outros planos, talvez mais seguros, provavelmente mais comuns.

Todo poker player, em algum momento, decidiu dizer “não” para muito do que tinha por certo até ali para entrar de cabeça em uma carreira ainda pouco comum, cercada de preconceitos, bastante exigente e incerta.

Viver de poker tem suas dores, mas tem também muitas alegrias. Alguns encontraram no poker uma oportunidade quando não havia muitas outras. Outros, têm no poker o encontro entre profissão e paixão. Tantos outros veem o poker como uma espécie de liberdade, do horário fixo, da função enfadonha, de outras carreiras não tão desejadas assim.

Na série “Para além das mesas”, vamos conhecer a história de alguns PRO players do FLOW com o joguinho e ver como se tornar jogador de poker profissional mudou a vida de cada um.

Para além das mesas: como o poker profissional mudou sua vida? Com “Kianbrazil”, PRO player

Hoje quem nos fala da sua trajetória como PRO player é Kian “kianbrazil” Bione. Em menos de um ano e meio de FLOW, Kian já fez duas FTs de WCOOP – vice no Evento 12-L e sexto no Evento 61-L – e cravou o Evento 33 do SECOOP no PS Espanha, entre vários outros resultados nos torneios mais regulares do online! 

Kian conheceu o poker ao ver o pai jogar, de forma recreativa, no Everest Poker, site das antigas, lá pelos idos de 2007. Gostou do jogo, mas o grind foi recreativo e durou pouco.

Quando começou sua vida profissional, Kian fez vários cursos técnicos: de segurança do trabalho, elétrica e logística. Tentou encontrar emprego nessas áreas, sem sucesso.

Sem dinheiro para fazer a faculdade que queria, de arquitetura, começou a estudar por conta própria sobre modelagem arquitetônica. Também investiu no poker e começou a jogar no PokerStars, mas parou com o grind para focar em um empreendimento online de modelagem em arquitetura. 

Seu negócio, porém, não saiu como o esperado. Com o gosto pela competição e pelo joguinho, a necessidade de ganhar dinheiro e o dólar a 4 reais, Kian viu no poker uma oportunidade para melhorar sua qualidade de vida e a da sua família.

Até então, estou 100% satisfeito com minhas decisões, acho que cada decisão foi importante para seu momento.

Hoje, PRO player no FLOW, em menos de um ano e meio, kianbrazil acumula três FTs dos maiores eventos de poker online e é um dos players mais dedicados e participativos do time! 🚀

Vem ver a trajetória de profissionalização do Kian e o que o jogo representa na sua vida! Desce aqui 

1. Quando você decidiu se tornar PRO player de poker? Por quê?

R: Foi ano passado. Dentre as opções que eu tinha, o poker foi a que mais me trouxe satisfação, resultado, possibilidade de me ajudar e ajudar minha família, flexibilidade de horários e busca por evolução contínua.

2. Quando você decidiu entrar no FLOW? Por quê?

R:  Em novembro de 2018. Antes disso, eu tinha saído de um time e fiquei sem jogar por mais ou menos um ano e meio para empreender online e evitar alguns atritos em um relacionamento passado.

Quando o relacionamento terminou e meu negócio não estava indo tão bem, achei que seria uma boa voltar a jogar.

Não conhecia ninguém do FLOW, mas pelas mídias sociais parecia um time bem organizado, discreto e de boas pessoas, então vi que tinha as características que gosto.

3. O que trouxe das suas outras experiências profissionais para o poker?

R: A gestão e organização. Como sempre estive envolvido em atividades mais independentes, era natural uma autocobrança para que as coisas acontecessem corretamente.

Outra coisa foi estar acostumado a buscar boas fontes de estudo. Não gosto de perder muito tempo, e a internet te possibilita acelerar o processo de aprendizagem com boas fontes de estudo.

É diferente de quem precisou “aprender com a vida”, bater a cabeça, errar, voltar e corrigir sozinho.

Sempre busquei boas fontes de estudo, seja na arquitetura, na elétrica, no muaythai e também foi assim com o poker, para não perder tempo ou atrasar minha evolução.

4. E o que leva do poker para as outras esferas da vida?

R: Por diversas vezes somos “testados”, na vida, a lidar com situações de muita pressão e adversidades. Hoje, consigo aplicar vários aspectos financeiros e emocionais que aprendi no poker em outras áreas da vida.

O poker me ensinou a lidar melhor com finanças, com as pessoas e, como todo esporte, a ter mais controle emocional.

5. O que você mais gosta em ser PRO player de poker?

R: A competição que cria a necessidade de melhoria contínua, o dólar a mais de 4 reais e poder criar minha própria rotina.

6. E o que menos gosta em ser PRO player?

R: O curto prazo hahah! Às vezes, você pode estar no auge da sua dedicação e não atingir resultados a curto prazo. Apesar de ser normal no poker, lidar com isso não é para qualquer um.

7. Qual foi o maior aprendizado que o poker te proporcionou até hoje?

R: Acho que, assim como o marmota, foi o controle emocional.

Quando você pratica um esporte, esse controle emocional é testado muitas vezes, o que acaba te deixando mais casca grossa para lidar com outras situações difíceis na vida.

8. O que o poker representou na sua vida, no início da profissionalização? E o que ele representa hoje?

R: O poker representou uma mudança e um “start” na minha vida. Através dele consigo melhorar, aos poucos, em diversos aspectos.

Para mim, o poker representa uma eterna aprendizagem. Para competir no seu alto nível, você precisa buscar sempre melhorar em diversos aspectos.

Precisa estudar, melhorar a alimentação, a saúde, seus relacionamentos e seu psicológico. Esse é o meu foco principal, o resto vem como consequência 😛

Quer conhecer a trajetória de outros poker players? Veja aqui  a história do Gustavo Beloti, PRO player no FLOW! 

Quer ser profissional de poker? Vem pro FLOW com a gente! 

1 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *